Ação em defesa da mulher “Meu corpo não é corrimão” foi realizada no Terminal Alencastro

Por Editor

A campanha busca estimular denúncias por parte das vítimas e conscientizar a população sobre o tema

Redação

“Qual mulher que depende do transporte público que nunca foi assediada?”, essa foi a pergunta de Maria Eduarda Silva, quando a equipe da Secretaria Municipal da Mulher, entregou o informativo explicando sobre a campanha “Meu corpo não é corrimão”.

Para Maria Eduarda, mais da metade das mulheres que precisam se deslocar por meio do transporte público, já passou por alguma situação de assédio. Ela destaca que ficou feliz em saber sobre a nova frota de ônibus que agora possui câmeras.

“Muitos homens aproveitam quando o motorista acelera ou freia para encostar na gente. É muito desagradável. Acredito que esta iniciativa pode ajudar muito, até como uma forma de prevenção já que o homem vai pensar duas vezes antes de assediar”, diz.

De acordo com a Secretária Municipal da Mulher, Luciana Zamproni, os assédios praticados dentro do ônibus são corriqueiros. Ela explica que os casos não são denunciados, muitas vezes, por medo, desinformação ou pela falta de prova.  “É necessário esclarecer que o assédio sexual cometido é crime e deve ser combatido como as demais formas de violência, preconceito e discriminação contra as mulheres. Nenhuma mulher deve suportar calada ter seu corpo tocado por um desconhecido sem seu consentimento”, afirma.

Zamproni ressaltou que a instalação das câmeras na nova frota de ônibus foi uma exigência da primeira-dama, Marcia Pinheiro, medida atendida pelo prefeito Emanuel Pinheiro.

“No mês de julho fizemos uma capacitação com todos os motoristas do transporte público para que eles conhecessem a legislação, tanto da importunação e do assédio sexual, da parada segura e sobre a violência doméstica para que eles possam identificar e fazer a denúncia”, pontua.

Além do terminal Alencastro, outros terminais terão ações educativas todas as sextas-feiras sobre importunação sexual nos ônibus, no mês de agosto.

Você pode gostar

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: