Instituto Lions da Visão pede emendas parlamentares para conclusão da nova sede

Por Editor

Recursos são necessários para construção de estacionamento e asfalto. Expectativa é que seja inaugurado em julho deste ano

Redação

A nova sede do hospital oftalmológico Instituto Lions da Visão deverá ser inaugurada no próximo mês de julho. Para isso, a diretoria-executiva do instituto recorreu ao primeiro-secretário da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (DEM), para articular emendas parlamentares para a construção do estacionamento e asfalto no entorno do hospital, que fica nas proximidades do Hospital de Câncer, na Morada da Serra, em Cuiabá. A reunião foi realizada nesta segunda-feira (31), no gabinete de Botelho, que também recebeu pedido para doação de materiais de escritório.

A ALMT sempre foi parceria do Instituto e já consolidou recursos desde o início da obra. Agora, Botelho vai fazer o encaminhamento para que a Casa de Leis viabilize as reivindicações e ajude a colocar em funcionamento o hospital oftalmológico, que será referência.  

De acordo com o presidente do Lions da Visão, Whady Lacerda, com esse apoio o novo hospital entrará em funcionamento em breve. “Pedimos ajuda aos deputados, através do deputado Botelho, para concluirmos essa obra, que é o maior hospital filantrópico da América Latina, que só atende carentes e necessitados. Temos certeza de que os deputados irão nos ajudar e em julho inauguraremos esse hospital. Precisamos de R$ 1,1 mil para o estacionamento e asfalto porque senão a Vigilância Sanitária não autoriza o funcionamento”, esclareceu.

Jeferson Barbosa, relações públicas do Lions da Visão, agradeceu a receptividade. “Estivemos com o deputado Botelho pleiteando recursos para finalização da obra do Instituto Lions da Visão. Já temos os equipamentos e 90% da parte interna estão concluídas. Precisamos que a Assembleia Legislativa nos ajude a finalizar para que, em 60 dias, o maior hospital filantrópico de Oftalmologia da América Latina esteja disponível para toda a população mato-grossense. Será o primeiro e único centro de referência da nossa capital”, disse.  

Com estrutura moderna, tem capacidade para atender mais de seis mil pessoas por mês, nas quatro salas cirúrgicas e 14 consultórios construídos pra atender pelo Sistema Único de Saúde – SUS.

Você pode gostar

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: