Max visita 2º Comando Regional de Várzea Grande

Por Editor

Durante a visita, o presidente da ALMT ouviu lideranças comunitárias de Várzea Grande, Poconé, Jangada e Acorizal, que solicitaram a viabilização do aumento de efetivo e a melhoraria da infraestrutura

Redação

O presidente da Assembleia Legislativa, Max Russi (PSB) esteve na sexta-feira (9), a convite do coronel Wankley Correa Rodrigues, visitando o 2º Comando Regional de Várzea Grande, onde ouviu lideranças comunitárias da cidade e também dos municípios de Poconé, Jangada e Acorizal, que solicitaram ao deputado a viabilização do aumento de efetivo nos núcleos policiais e a melhoraria da infraestrutura dos mesmos.

Foram tratados diversos assuntos relacionados a Segurança, como por exemplo a construção do novo 2º Comando Regional, nas imediações do bairro Chapéu do Sol, em Várzea Grande, e a apresentação dos projetos sociais desenvolvidos pelo Comando, entre os quais o da Polícia Mirim e o 4º ‘Bravo Lutas’, direcionados para crianças e jovens carentes com o intuito de protegê-los das drogas e da criminalidade.

O coronel Rodrigues destacou a visita do parlamentar, uma vez que é comum as lideranças irem até o Poder e não o Poder vir até o povo.  “Ficamos satisfeitos com a visita do deputado. Sabemos que ele como presidente tem uma agenda superlotada, mas não se hesitou em vir até nós para ver de perto nossas necessidades e os projetos sociais que desenvolvemos”, reconheceu Rodrigues, ao acrescentar que muitos alunos do projeto 4º ‘Bravo Lutas’ se tornaram referência, se destacando nos esportes em nível nacional.

Max Russi enalteceu o trabalho do 2º Comando Regional no desenvolvimento dos projetos sociais, nas ações de desarticulação do tráfico de drogas, no combate à criminalidade, nas apreensões de entorpecentes, nas prisões de pessoas de alta periculosidade e no policiamento realizado na zona rural do município.

O parlamentar que tem cobrado do governo do estado e conversado constantemente com o secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, sobre a necessidade urgente de aumentar o efetivo policial, bem como de melhorar a infraestrutura da instituição e reforçou votos de parceria da Assembleia Legislativa com a Segurança Pública do Estado.

O deputado é autor de uma indicação para estruturar a Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO). A solicitação, segundo ele, foi devida às inúmeras reclamações que chegam rotineiramente em seu gabinete, entre as principais estão a defasagem no efetivo e a necessidade de novas viaturas, o que acaba prejudicando o andamento do trabalho de investigação, essencial à sociedade. Recentemente, também propôs o aparelhamento e a estruturação da Polícia Militar da região norte de Mato Grosso, como medida preventiva de segurança pública e controle da violência.

Você pode gostar

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: