Mulheres venezuelanas participam de palestra sobre combate a violência doméstica

Por Editor

A Secretaria Municipal da Mulher ainda entregou absorventes arrecadados na campanha “Cuiabá por elas”

Redação

Lei Maria da Penha, rede de atendimento, políticas públicas e como/onde realizar denúncias contra a violência de gênero, foram temas de diálogo entre as mulheres que são acolhidas pela Pastoral do Migrante com a Secretaria Municipal da Mulher. O público da palestra foi composto por mulheres venezuelanas. A atividade integra a Semana do Migrante, promovida pela Prefeitura de Cuiabá. 

O evento nasceu em razão da falta de conhecimentos dos direitos das mulheres imigrantes, fator que deve ser trabalhado de forma permanente por todos as instituições de comunicação, educação, saúde, atendimento e serviços em geral.

De acordo com a Secretária da pasta, Luciana Zamproni, O objetivo da ação é abordar a questão do papel da mulher na sociedade diante de situações de violência doméstica, relacionamento abusivo, feminicídio e amparo da legislação para a maior quantidade de mulheres possível.

“Conversar com essas mulheres e atingi-las de forma positiva é um trabalho de fortalecimento, muitas vezes por não ter famílias por perto elas acabam se sujeitando a diversos tipos de violência doméstica. Por isso viemos aqui pra explicar que existe uma secretaria que acolhe e direciona todas elas. Por fim, falamos da campanha idealizada pela primeira-dama, Marcia Pinheiro, “Cuiabá por elas” e entregamos absorventes, explica.

Para a diretora de Execuções de Ações para as Mulheres, Elis Regina Prates, que conduziu a palestra, essas mulheres precisam se informar que tem o acesso aos mesmos serviços de proteção da mulher como qualquer brasileira.

“O trabalho da secretaria é assegurar que esses direitos sejam preservados por meio de uma rede estruturada de acolhida e de suporte ao combate do crime contra elas. Por isso estamos aqui para apresentar a todas sobre as nossas políticas públicas”, pontua.

Segundo o padre Valdecir Molinari, que está à frente da pastoral, a iniciativa da secretaria da mulher em procurar a casa para oferecer orientação é de grande importância e está dentro da missão que é integrar os imigrantes com a sociedade em que eles estão vivendo.

“Essa parceria faz parte do que a gente acredita e poder orientar essas pessoas sobre os direitos que eles possuem é de grande valia, incluem eles na nossa sociedade. A cultura dos migrantes é totalmente diferente do que a nossa e poder informá-los sobre nossas leis. Nossa assistência é fundamental”, afirma.

SEMANA DO MIGRANTE 

As atividades, promovidas pela Prefeirura de Cuiabá por meio das secretarias de  Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência conta com programação até o dia o dia 25 de junho, com uma série de atividades como palestras, rodas de conversa, Feira Cultural e Gastronômica, além de uma sessão solene na Câmara Municipal de Vereadores. 

Você pode gostar

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: