Padre ataca bispos com ácido durante sínodo na Grécia

Por Editor

Ataque aconteceu quando sete bispos julgavam deposição do padre, devido a uma prisão relacionada a drogas em 2018. Religiosos e três seguranças sofreram queimaduras, mas sem ferimentos graves; ácido foi comprado online

Reuters

A polícia grega prendeu um padre que atacou sete bispos metropolitanos do Santo Sínodo com ácido em Atenas.

O atentado ocorreu durante uma reunião no Mosteiro de Petraki, sede do Santo Sínodo da Igreja da Grécia, na noite de quarta-feira (23).

Os sete bispos, que se reuniam para considerar a deposição do padre, sofreram queimaduras no rosto, nas mãos e nas vestes e foram levados às pressas para o hospital. Um segurança do mosteiro, que conseguiu capturar o padre na porta do mosteiro, e outros dois, também sofreram queimaduras. Não houve relatos iniciais de ferimentos graves.

De acordo com a polícia, o padre de 37 anos enfrentava a demissão em uma audiência disciplinar devido a uma prisão relacionada a drogas em 2018, quando a polícia encontrou cocaína em sua posse. Ele encomendou o ácido online, disse a polícia.

“Estava a decorrer uma audiência do Santo Sínodo, devia ser julgado e despedido, e nessa altura, por motivos próprios, decidiu cometer este ato e colocar em perigo a vida das pessoas. Condenamos isto, não temos o direito de fazer essas coisas. Não importa o que digamos agora, a única coisa necessária são as orações de todos os gregos”, disse o bispo de Nea Ionia Gabriel após o ataque.

Um advogado que representa o padre disse à mídia local na quinta-feira (24) que suas ações se deviam a um “péssimo estado psicológico” e que o padre estava tomando remédios para depressão.

Você pode gostar

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: