Príncipe Charles pode excluir Harry e Meghan de vez da família real

Por Editor

Política de austeridade promovida pelo Príncipe de Gales pretende “reduzir a monarquia” e economizar dinheiro

Revista Monet

A biógrafa Angela Levin revelou que um novo plano de austeridade da coroa britânica promovido pelo príncipe Charles prevê cortar Harry e Meghan da “folha de pagamento” da família real. O casal, que atualmente mora com o filho Archie em uma mansão de 83,7 milhões  de reais na Califórnia, pode ter as benesses cortadas assim como outros membros da realeza, que seriam incentivados a procurarem atividades remuneradas, mais conhecidas como empregos. O círculo de pessoas “bancadas” pelo dinheiro real ficaria restrito à Rainha Elizabeth, Charles e sua esposa Camilla, e a William, Kate e aos filhos George, Louis e  princesa Charlotte, atuais membros sênior da realeza.

A medida de Charles visa não só cortar gastos da coroa, reiteradamente questionado por seus súditos, mas também dinamizar a monarquia, algo que, de certa maneira, foi realizado por seu pai Phillip. Mas no caso de Charles, as mudanças seriam estritamente econômicas e menos midiáticas e tecnológicas como fizera o príncipe morto no início de abril. Angela Levin acredita que este pode ser o ponto em que o duque e a duquesa de Sussex serão, de fato, libertados de seus laços com a coroa.

Tanto o príncipe Charles quanto o príncipe William foram destacados para discutir o futuro da monarquia – incluindo quais membros da família deveriam trabalhar como membros da realeza – após a morte do príncipe Philip em 9 de abril. A Coroa seria reduzida a uma espécie de empresa de menor porte, que abrigaria nela um círculo muito restrito de membros. As outras figuras da realeza não só seriam incentivadas a procurar atividades remuneradas como também seriam estimuladas a abrirem mão de seus títulos e outros tipos de benefícios. “O príncipe Charles há muito tempo deseja reduzir a monarquia para economizar custos e fazer as pessoas valerem o dinheiro que recebem do contribuinte. Eu imagino que pode ser quando Harry e Meghan são deixados de ser membros da família real”, disse Angela ao programa talkRADIO.

A biógrafa vai além, mostrando que, de fato, o movimento não está simplesmente ligado ao passamento de Philip: “Acho que a borda externa, que a Rainha queria manter unida há muito tempo por motivos sentimentais, e que na idade dela ela não queria mudar particularmente, o que eu acho compreensível. Mas ele quer mudar e acho que vai fazer isso”. Os novos rumores envolvendo Harry e Meghan chegam no mesmo momento em que o lançamento de ‘Finding Freedom’, a biografia do casal, se aproxima, com um clima de instabilidade iniciado pela entrevista de Harry e Meghan com Oprah Winfrey.

Você pode gostar

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: