“Vamos fazer do Mercado do Porto um verdadeiro cartão postal”, afirma Stopa

Por Editor

A previsão é de que a etapa de ampliação da obra seja concluída até o primeiro trimestre de 2022

Redação

O vice-prefeito e secretário de Obras Públicas, José Roberto Stopa, destacou que a Prefeitura de Cuiabá está trabalhando para expandir a característica comercial do Mercado Varejista Antônio Moisés Nadaf, o Mercado do Porto, transformando a estrutura em uma dos grandes pontos turísticos da Capital. A obra, articulada pelo prefeito Emanuel Pinheiro, segue a todo vapor e a previsão é de que a etapa de ampliação seja concluída até o primeiro trimestre de 2022.

“Como é possível observar, há uma grande quantidade de trabalhadores na obra. Inclusive, na última semana, recebemos uma excelente notícia que foi a chegada de todas as telhas especiais para a estrutura. Essa primeira parte, que é a maior, devemos entregar ainda no primeiro trimestre de 2022.  O prefeito Emanuel Pinheiro determinou e vamos fazer do Mercado do Porto um verdadeiro cartão postal”, contou Stopa, durante vistoria realizada na última semana.

A obra está dividida em duas etapas, sendo uma de ampliação e outra de revitalização. Além da reforma do espaço já existente, o mercado terá um aumento aproximado de 6,8 mil m², em relação a área ocupada atualmente, nova praça de alimentação, estacionamento com um número maior de vagas e requalificação de todo entorno. Tudo isso com o objetivo de fortalecer a característica turístico-comercial que o mercado já carrega.

No local, o levantamento da nova estrutura está em fase avançada, superando as fases de montagem dos pilares pré-moldados, instalação das vigas e concretagem das lajes. Agora, as equipes estão divididas em várias frentes, entre elas a de construção do piso e da cobertura. De acordo com o vice-prefeito, a intervenção proporcionará mais conforto, segurança e qualidade aos feirantes, clientes e turistas que passam pelo Mercado do Porto.

“Vamos melhorar a vida desses trabalhadores, que merecem nosso respeito e, com toda certeza, terão uma nova realidade de trabalho. A parte superior será voltada para a praça de alimentação. O cidadão poderá se socializar no local e contemplar todo o entorno que estará com um visual muito bonito. Já a parte de baixo, será destinada para o comércio dos feirantes. Todos que chegam a Cuiabá irão querer visitar o Mercado do Porto”, relatou.

O vice-prefeito explicou ainda que a obra conta com aplicação de quatro emendas federais diferentes e, dessa forma, também foi preciso realizar quatro tipos de licitação para execução do projeto elaborado para a estrutura. Esse fator, juntamente com o surgimento da pandemia da Covid-19, conforme enfatizado por Stopa, impactaram diretamente no primeiro cronograma montado para a obra.

“São quatro processos burocráticos diferentes e cada um deles com suas particularidades. Uma licitação para o prédio está sendo levantada, uma para a climatização, outra para requalificação da feira, e a última que atende a requalificação do entorno do mercado. No entanto, conseguimos resolver cada uma delas e agora estamos em pleno andamento, preparando para inaugurar uma das feiras mais bonitas do Brasil”, disse. 

Você pode gostar

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: